domingo, 8 de janeiro de 2012

QUANTO tempo depois e O QUE comer pós-treino?

Todos nós sabemos que o treino por si só não é suficiente para uma boa performance. Muito já se fala da importância da musculação, do sono e da NUTRIÇÃO para melhor rendimento nos treinos, mas assim como eu, imagino que muitas vezes temos muitas dúvidas do que comer logo depois do treino, e quanto tempo depois é recomendado.
Não preciso dizer que é de extrema importância que consultem um nutricionista para uma dieta adequada a cada perfil de atleta, mas aqui vão algumas dicas de nutrição esportiva.
O ideal é fazer uma refeição de 30 a 60 minutos após o treino, pois durante este período os músculos estão mais propensos a absorver os nutrientes vindos da alimentação. E se o atleta demorar muito tempo para realizar uma refeição o organismo pode armazenar o alimento na forma de gordura.
Grupos importantes para esta refeição:
CARBOIDRATOS
Deve-se optar por carboidratos de alto índice glicêmico, como purê de batata, pão branco, bolos, frutas, que auxiliam a elevação da glicose sanguínea de forma rápida no organismo. A glicose deve ser fornecida rapidamente ao organismo para que os músculos possam absorver o glicogênio aumentando a resistência do atleta, sem causar perda da massa magra, já que os músculos são a primeira fonte para retirada de energia.
PROTEÍNAS
As proteínas também são importantes na recuperação muscular, que juntamente com os carboidratos aceleram o processo de recuperação muscular principalmente nos exercícios de longa duração.
ANTIOXIDANTES
Durante a prática de exercícios ocorre a formação de radicais livres, que em excesso oxidam - enferrujam - as células e provocam sua degeneração, dessa forma os alimentos antioxidantes conseguem neutralizar os radicais livres. São eles: As vitaminas E (folhas verdes, derivados do leite, grãos integrais, nozes e sementes) e C ( frutas cítricas, morango, kiwi, manga, tomate, pimenta), que são as principais responsáveis por garantir a proteção do organismo contra os radicais livres, vitamina A ( ovos, cenoura, abóbora, batata doce, vegetais de folhas verdes, damasco) e B ( levedura de Cerveja, arroz integral, farinha de soja, pães integrais, cereais, carnes, vegetais de folhas verdes, feijão), selênio ( frutos do mar, carnes, grãos, vegetais, alho, castanha do pará), zinco ( carne vermelha, frutos do mar, peixes, aves, verduras frescas), licopeno ( tomate) e flavanóides ( vinho tinto, uvas, chá, cebola, soja). Bem como os alimentos fontes do ácido graxo ômega 3 que previne os processos inflamatórios.
Já existem também alguns suplementos que contém todos estes nutrientes. Mas consultem um profissional e bora TREINAR e se ALIMENTAR direito para voar e alcançar todos objetivos pessoais e qualidade de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário